Um dia de viagem

Finalmente, voltamos com a programação normal, gente. E já vamos começar a semana com vídeo novo!

Nos últimos tempos, tenho gostado muito de brincar na edição com as imagens que temos em casa ou então com filmes que eu gosto. É um ótimo exercício, recomendo muito pra quem está aprendendo a editar. Estou fazendo a experiência de “desmontar” o Band à part, que é um filme do Godard, e é incrível como a gente descobre coisas escondidas na edição! Depois posso vir aqui contar como tem sido esse processo.

Mas enfim, de repente, no meio dessas brincadeiras, aparece alguma coisa, como foi com o vídeo de hoje.

z

São Paulo para iniciantes!

Como alguns de vocês já devem saber, eu moro em Juiz de Fora, Minas. Isso significa que eu estou relativamente bem longe de São Paulo. Seis horas e pouquinho, aproximadamente, de ônibus. Como contei no post anterior, resolvi aproveitar (que a viagem é longa e cansativa) e passar o feriado da Páscoa lá e pela primeira vez consegui conhecer um pedacinho da cidade.

Digo pedacinho porque é uma cidade gigantesca, né? Por mais que eu tenha pesquisado bastante e pedido dicas para os amigos, é sempre difícil saber por onde começar numa cidade grande e cheia de lugares interessantes para conhecer.

Então, resolvi fazer esse post pra você que está planejando ir a São Paulo e que também precisa de dicas!

1. MIS + Rua Augusta

Não vou mentir. A razão pela qual eu fui em São Paulo foi a exposição sobre o David Bowie que estava no MIS (Museu da Arte e do Som). Estou MUITO MUITO feliz de ter ido! Foi uma exposição maravilhosa, fiquei impressionada com a estrutura. Não entendo nada de curadoria, mas a curadoria tá de parabéns! E não tenho esse espírito de tirar fotos de tudo, fico perdida olhando tudo e esqueço de tirar até do que eu queria realmente. Então não tenho fotos, apenas algumas que estão no instagram. Mas vocês podem ver tudo pelo catálogo produzido pelo MIS nesse link. Tudo o que posso dizer é que realmente foi linda, tanto quanto disseram por aí *.*

Eu definitivamente voltaria no MIS porque eles sempre tem programações excelentes pelo que vi e eu gosto muito de museus e de lojinhas de museus!

Rua Augusta, São Paulo

Além disso, o caminho ate lá é super agradável. É longo, mas você pode ir pela rua Augusta, o que já dá um outro passeio ótimo. A rua Augusta é cheia de lojinhas alternativas de roupas e acessórios e dá pra encontrar bastante coisa legal, apesar de tudo ser um pouco overpriced, afinal, é um lugar muito badalado da cidade. Mas vale totalmente a pena!

2. CineSesc e outros cinemas

 photo _MG_3639_zps89e63913.jpg

Descendo a rua Augusta descobrimos, sem querer, que o CineSesc fica lá! Eu sofro muito com a programação alternativa de cinema aqui de JF, que é quase nula, então quando vi os filmes que estavam em cartaz por lá, pirei. Assistimos Doméstica, do Gabriel Mascaro, que estava na programação do 40 Festival Sesc Melhores Filmes.

Por falta de tempo e planejamento, acabamos não assistindo mais nenhum. Mas se você também gosta de ir ao cinema, programações diferentes por lá é o que não falta. Além do CineSesc, sempre tem alguma coisa rolando nos outros Sescs da cidade, na Cinemateca, nos museus e no(s) Espaço(s) Itaú de Cinema! Certamente devem ter outros e opção tem de sobra pra quem gosta de cinema!

3. Liberdade e Rong He

Sem dúvida foi o melhor lugar que visitei! Adoro comida japonesa/chinesa e artigos de decoração japoneses/chineses!

Se você gosta de chás, assim como eu, é o melhor lugar para comprar alguns sabores diferentes. E se você gosta de latas de chá, assim como eu, Liberdade é o lugar perfeito mesmo. Fiquei totalmente perdida e comprei alguns diferentes pra provar.

Além de todas as MUITAS lojas com artigos para casa, decoração, roupas, maquiagens e os supermercados e mercadinhos com produtos orientais diferentes, tive o prazer de ir ao restaurante chinês Rong He. Ele foi uma SUPER indicação da Yule, essa menina fofa da vida que escreve aqui e que mora em SP. <3

Pela primeira vez comi guioza de verdade, feito no vapor. Nada a ver com essas coisas engorduradas e pesadas que vemos nesses restaurantes de comida oriental. Fiquei apaixonada! Fomos duas vezes e iria mais mil pra poder experimentar todos os pratos. As porções são extremamente generosas e o preço também! (Paula, do Brigadeiros e Barcelona, lembrei de você por causa do guioza! Conhece esse lugar?)

Uma outra atração do restaurante é o preparo da massa. É um verdadeiro show e fiquei impressionada com a técnica. Pareceu meio mágico pra mim, haha, ainda não entendi como aquilo se transforma no macarrão. Aqui tem um vídeo com o cozinheiro de lá!

A Liberdade também é o lugar certo pra você que gosta de animes! Ficamos enlouquecidos com todas as lojas que vendem miniaturas lindas e fofas dos animes que a gente curte, além de roupas, fantasias, enfim… tudo, eles tem tudo de tudo!

4. Feira da Benedito Calixto

O que dizer? Sou apaixonada por feiras. Na Liberdade também tem uma que acontece no fim de semana. Mas quando fiquei sabendo que existe essa feira de antiguidades na praça Benedito Calixto ao sábados, quis ir de qualquer jeito. É um paraíso! Tem de tudo mesmo: móveis, roupas, acessórios, artigos para decoração, brinquedos, jóias… Também é um lugar overpriced, mas feira de antiguidades é assim mesmo.

Além da feira, tem MUITAS lojinhas e bares nas ruas da região. Em várias os produtos são de produção própria e/ou artesanais o que é muito mais legal. É um lugar muito agradável e dá pra passar a manhã e a tarde toda por lá.

Feira da Praça Benedito Calixto

Bom, estes foram alguns lugares que conheci, que gostei e que certamente voltaria! Espero ajudar você que pretende ir a São Paulo pela primeira vez! E você que mora lá ou que conhece outros lugares bons, por favor, me indique! Pretendo voltar, quem sabe ainda este ano.

Espero que tenham curtido as dicas! Qualquer outra dúvida, é só perguntar!

Bom fim de semana pra todo mundo!

Marcadores de livro #3: updates + downloads gratuitos!

A coleção cresceu bastante nas últimas semanas, então acho que chegou o momento de fazer mais um update! Sempre que viajo tento comprar marcadores novos. É engraçado porque sempre acabo encontrando algum super diferente. Ou eles me encontram, vai saber!

(Para ver as fotos em tamanho maior, é só clicar nelas)

Mas os primeiros que vou mostrar foram, na verdade, presente! O Otávio (falei dele aqui, lembram?) voltou do intercâmbio na Europa e trouxe esses marcadores que são alguns dos mais chiques da coleção até agora, haha. O primeiro é de Portugal produzido pela Edições 19 de Abril, que vendem alguns produtos inspirados no país. Esse é uma ilustração do poema O Fado, do Eça de Queiroz. O segundo é super chique! Do museu do Magritte em Bruxelas.

_MG_3630 (1)No feriado da Páscoa fui pra SP e consegui achar alguns lindos por lá! Esses dois primeiros comprei na feirinha da Liberdade. São feitos à mão, como vocês podem notar. O primeiro é essa bonequinha de quimono em dobradura. Muito fofo e bem feito, vocês tinham que ver de perto! Infelizmente não lembro quem os faz. O segundo foi feito com uma planta natural e desidratada chamada Chapéu Chinês. Tinham muitos modelos diferentes, mas eu compro pra coleção aqueles que tocam meu coração, haha <3 Esse das flores tem um site, que guardei pra quem se interessar.

_MG_3622

_MG_3620Eu AMO marcadores de imã! Acho ótimo pra usar principalmente em livros pequenos porque aí não corre o risco de amassar o marcador. O primeiro lindo do Totoro é da Oizumi Gami. Eu o encontrei na loja colaborativa Cada Qual que fica na Rua Augusta, 2171. Tinham vários do Studio Ghibli, mas eu não conhecia os outros filmes. E esse outro do metrô achei super criativo! Não lembro onde comprei, mas foi em alguma daquelas lojinhas que fica ao lado da feira na Benedito Calixto. Confesso que me arrependo de não ter comprado mais nesse lugar. Tinham vários lindos!

_MG_3625

_MG_3626Pra finalizar, encontrei esses vários marcadores disponibilizados gratuitamente pra gente imprimir e claro que eu iria compartilhar com vocês! Os dois primeiros estampadinhos são do site Lemon Squeezr. Na verdade tem mais um no conjunto, mas a impressão não ficou boa, então descartei. Os segundos não são exatamente marcadores de livros. Eles são tags, sabe? Aquelas pra colocar em presentes. Mas na natureza tudo se transforma e quando bati o olho não tive dúvidas que dariam marcadores fofíssimos! Eles são do site Creature Comforts.

_MG_3636Recomendo imprimir em um papel de gramatura mais alta ou em papel fotográfico pra que ele possa ficar mais resistente. Se você tiver paciência, também pode levar numa gráfica e escolher diferentes tipos de papéis. Uma boa impressão vai fazer toda a diferença!

Espero que tenham gostado das dicas, gente! : )

Ah, e se você não liga muito pra marcadores e acaba eventualmente jogando-os fora, lembre que eles serão muito bem vindos aqui, haha! o/