Picnic at Hanging Rock

No dia 14 de fevereiro de 1990, sábado de dia dos namorados, um grupo de alunas da Appleyard College foi fazer um piquenique aos pés de uma pedra chamada Hanging Rock, no estado de Victoria, na Austrália.

 photo PicnicAtHangingRockDirectorsCut1975BRRipXviDAC3-VLiSaviStill001_zpsdcbe0762.png

 photo PicnicAtHangingRockDirectorsCut1975BRRipXviDAC3-VLiSaviStill002_zps3555c567.png

 photo PicnicAtHangingRockDirectorsCut1975BRRipXviDAC3-VLiSaviStill003_zpsf950abe0.png

 photo PicnicAtHangingRockDirectorsCut1975BRRipXviDAC3-VLiSaviStill004_zps3603f38b.png

Durante o passeio, três alunas e uma professora desapareceram misteriosamente sem deixar rastros.

 photo PicnicAtHangingRockDirectorsCut1975BRRipXviDAC3-VLiSaviStill005_zps291d26a7.png

 photo PicnicAtHangingRockDirectorsCut1975BRRipXviDAC3-VLiSaviStill006_zpsf4e9fc02.png

 photo PicnicAtHangingRockDirectorsCut1975BRRipXviDAC3-VLiSaviStill007_zps91def190.png

 photo PicnicAtHangingRockDirectorsCut1975BRRipXviDAC3-VLiSaviStill008_zpsaa6f35ac.png

 photo PicnicAtHangingRockDirectorsCut1975BRRipXviDAC3-VLiSaviStill009_zps1f1fcc78.png

Sim, enigmático assim mesmo. Uma atmosfera delicada e sinistra ao mesmo tempo. Mistura de imagens bonitas, tons pasteis, momentos da adolescência e mistério.

O filme foi dirigido por Peter Weir e é de 1975.

Não vou contar mais nada, mas aqui vai o trailer, pra vocês sentirem um pouco o clima.

Filmes da semana #10: especial suspense!

filmes da semana

Então, eu, particularmente, não comemoro o dia das bruxas. Participava das atividades e festinhas que aconteciam na escola, mas não faz parte dos meus rituais. Só que sou totalmente influenciável quando se trata de filmes de terror, que é uma das coisas que mais se comenta nessa época (pelo menos aqui na internet).

Naquele post sobre O Exorcista, comentei que assistir filmes de terror fez parte da minha adolescência e durante muito tempo era um dos poucos gêneros que eu gostava de ver. Hoje em dia já não curto mais filmes muito sanguinolentos e violentos até porque, depois de um tempo, acho que as histórias ficam repetitivas e pouco criativas. O que acaba importando no final é como os personagens vão sofrer e quantos litros de sangue vão jorrar.

Então, para os filmes dessa semana, selecionei alguns bons suspenses. Apenas um deles tem mortes e sangue, mas são mais terror psicológico do que qualquer outra coisa. Queria agradecer ao Francisco, um amigo que também gosta de filmes de suspense/terror. A gente sempre troca figurinhas sobre o que temos assistido. Dois dos filmes da lista foram indicados por ele. Valeu, Francisco!

*

Perfect Blue (Satoshi Kon, 1997)

Dizem por aí que esse é o filme no qual Darren Aronofsky se baseou, ou copiou, para fazer Cisne Negro. Não tem nada comprovado, mas de fato as histórias, as cenas e até mesmo alguns planos são muito semelhantes. E não se enganem, é anime, mas é um filme extremamente tenso. É misterioso, é puzzle, é mindfucking total e eu assisti duas vezes para captar o que eu tinha perdido da primeira vez.

Mina Kirigoe fazia parte de um grupo musical muito bem sucedido chamado Cham. Porém, ela decide largar tudo e se dedicar à carreira de atriz. Esse processo de transição acabou sendo difícil, muitos fãs ficaram decepcionados e ela começa a achar que está sendo perseguida por um deles. A partir daí, as coisas ficam estranhas.

O filme realmente tem um espírito muito parecido com o de Cisne Negro, um suspense psicológico bem pesado. Aqui vai um trailer:

*

Coherence (James Ward Byrkit, 2014)

Queria começar dizendo que esse é um bom filme. Tenho ficado muito decepcionada com os filmes de ficção científica ou que tem relação com questões astronômicas/cosmológicas lançados recentemente, mas esse me surpreendeu. Ele tem mistério e suspense na medida certa. Então, se você não gosta nem um pouco de terror e procura um bom suspense, eu recomendo Coherence – rimou!

A sinopse é adaptada do site oficial do filme: Em uma noite de uma anomalia astrológica, oito amigos em um jantar experienciam uma cadeia de enigmáticos acontecimentos durante a passagem de um cometa.

 *

O Inquilino (The Tenant, Roman Polanski, 1973)

Eu sou muito fã dos filmes do Polanski. Sou realmente fascinada com o clima de mistério que ele consegue criar. Escrevi um post há um tempo sobre os curtas que ele fazia quando era mais novo e desde aquela época ele já era muito bom para criar essa atmosfera de tensão tão pesada. Acho que essa é a palavra certa para falar dos filmes dele, eles são extremamente tensos. Quem teve a oportunidade de assistir O Bebê de Rosemary – que é um dos meus filmes favoritos da vida e estaria facilmente nessa lista – já teve uma excelente amostra dessa atmosfera aterrorizante e tensa que ele cria.

Em O Inquilino, o próprio Polanski atua. Ele faz o papel de um homem polonês que aluga um apartamento em um prédio antigo em Paris. Depois, ele acaba descobrindo que a mulher que morava ali antes dele se jogou da janela. Então, ele começa a ficar obcecado com a história dela e com os vizinhos.

Até o trailer é tenso, gente. Fico impressionada como os trailers de antigamente eram originais!

*

E essas foram as minhas indicações dos filmes da semana! Como são filmes de suspense, tentei falar o mínimo possível para não estragar a experiência de ninguém.

Agora, não esqueçam de me contar se vocês assistiram ou vão assistir algum bom suspense/terror! Adoro dicas de filmes e eu anoto todas que vocês me falam aqui!

Boa sexta, gente!