Filmes da semana #14

God help the girl (Stuart Murdoch, 2014)

 photo god-help-the-girl-promo-poster_zpseemdhbl2.jpg

Eve tem alguns problemas emocionais e psicológicos bem sérios e começa a escrever músicas para ajudá-la a superar essas dificuldades. Nesse processo, ela foge do hospital em que está internada e acaba conhecendo James e Cassie. Os três se tornam amigos e a música tem ocupa um espaço bem importante nessa amizade.

Esse é um filme pra quem gosta de musical. E também pra quem gosta de filmes sobre amizade. Acho que tenho visto muito filmes sobre romance ou sobre amizades que viram romances depois… Mas tem poucos filmes apenas sobre amizade, vocês não acham? Enfim, recomendo esse. Mas aviso de novo: é musical, ok?

O filme é dirigido pelo Stuart Murdoch, da banda Belle and Sebastian. Então, quem gosta do som deles, talvez vá gostar do filme também!

*

St. Vincent (Theodore Melfi, 2014)

 photo BillMurrayJaedenLieberherStVincent_zpsh210qov5.jpg

Sem querer, um outro filme sobre amizade. Só que dessa vez entre Vincent, um homem rabugento, e seu novo vizinho, o menino Oliver. Os pais de Oliver estão se divorciando e Vincent tem sérios problemas pra ser educado e organizar a própria vida, mas a partir daí os dois desenvolvem uma relação bem inusitada.

Confesso que escolhi esse filme porque no dia queria assistir a algum com o Bill Murray no elenco. É bem levinho e divertido. Bem cara de sexta-feira esticados na frente do ventilador!

*

Isolados (Tomas Portela, 2014)

 photo 024934_zps87ufwxus.jpg

Lauro e Renata decidem passar alguns dias em uma casa em um lugar isolado e tranquilo – se não estou enganada, na região de Petrópolis, no RJ. No início da viagem, eles ficam sabendo através do dono de uma vendinha de estrada, que algumas mulheres haviam sido assassinadas na região. Lauro decide não contar à Renata, para não assustá-la, e continua com os planos e vai para a casa mesmo assim.

Em primeiro lugar, se não deu pra perceber, esse é um filme de terror. E o motivo pelo qual eu decidi falar dele aqui é porque foi o primeiro filme de terror brasileiro que eu assisti. Bom, já vi outros tipo Zé do Caixão, mas esse é contemporâneo e bem parecido com os filmes norte-americanos que vemos por aí.

Enfim, não é o filme da vida, segue bem os clichês de um filme clássico de terror e não deixa nada a desejar nesse ponto, além de ter sido muito bem realizado. Então, se você gosta de filmes de terror independentemente dos clichês, recomendo dar uma chance pra esse e colocá-lo na sua listinha!

*

Essas são minhas dicas pra essa sexta-feira de puro calor! Assistir filmes nessa época é sempre mais difícil. Haja ventilador e água gelada!

Mas e vocês? Tem alguma recomendação de filmes? Contaí!