Andy Prokh: se você gosta de fotografia de gatos, precisa conhecê-lo!

Vocês provavelmente já devem ter visto por aí essas fotos lindíssimas. Essa primeira do gato de óculos toda essa internet, haha. Até que um dia fui na casa da Rafa, uma amiga linda, e vi que ela tem várias dessas fotografias na parede. Fiquei surpresa porque sempre quis saber quem era o fotógrafo.

Ele se chama Andy Prokh e é russo! Essa menininha é sua filha e ele registra vários momentos divertidos dela com seu gato, desde que era bem novinha.

Andy Prokh (2)

Não sei vocês, mas como falei, já tinha visto essas fotos aí de cima várias vezes e fiquei surpresa quando encontrei uma página do fotógrafo com várias outras fotos lindíssimas.

São todas no mesmo estilo, quadradas, em preto e branco e, ao que parece, bem carregada de efeitos. Mas o resultado é muito bom, né? E eu gostei mais ainda porque ele parece curtir os mesmos assuntos que eu: Beatles, o universo, cinema e gatos, claro! Fotografar esse bichanos não é fácil, gente. O meu então, nem tento, haha! Queria saber qual a técnica que ele usa pra fazer esses gatos ficarem obedientes!

Minha vontade era colocar todas as fotos aqui, mas não tem porque, haha! Essas foram algumas das que eu mais gostei. Depois passem no perfil dele que marquei ali, vale super a pena!

Andy Prokh (6)

British Grammar

Andy Prokh (5)

Sunny Kitten

2651246

TarkovskiniZation

Andy Prokh (4)

Being John Lennon

Andy Prokh (3)

In Dreams of Space (Overcoming Gravity)

Andy Prokh (1)

StarGazer

Alguns achados na juventude transviada do Japão

Sabe quando você bate o olho em algo e gosta sem saber muito bem o porquê? Então, foi o que aconteceu comigo quando vi essas no IdeaFixa. Eu geralmente não gosto de ficar reblogando coisas, mas não resisti a essas fotografias lindas. Elas são da Life e parece que são da época em que os Beatles passaram pelo Japão, na década de 60.

De todas as fotos, as que mais me chamaram atenção foram essas em que as pessoas destoaram completamente da vibe divertida e contagiante das festas. Eu identifiquei essa menina da camiseta listrada em três fotos. Parece cenas de um filme.

09_115019741-652x429 11_115019426-652x429  02_115029649 A menina da camiseta listrada sumiu, mas encontrei essas outras. A última fotografia é muito linda. Aliás, tudo é lindo, a iluminação, os lugares, as roupas. Uma bela inspiração. 04_115167235-652x429 14_115027844-652x429

Os navios voadores de Luigi Prina

flying-5

Eles parecem ter saído de dentro de um sonho ou de uma história de ficção científica. Mas na realidade, esses navios voadores foram construídos um a um pelas mãos de Luigi Prina, um arquiteto de 83 anos.

Desde muito cedo, Luigi já tinha uma paixão por construir aeronaves e ganhou seu primeiro prêmio aos 16 anos. Como ele conta neste vídeo aí de baixo, alguns anos depois, quando já trabalhava como arquiteto, Luigi conheceu o pintor e construtor de modelos de navio Eugenio Tomiolo. O pintor fez uma proposta a Luigi: pegar um de seus barcos e fazê-lo voar. Foi assim que tudo começou.

flying-9

flying-3

Depois do encontro com Tomiolo, Luigi se dedica a construir os navios voadores há 20 anos. Já são mais de 200 modelos feitos. Seu gosto por literatura acabou inspirando suas construções e cada uma está ligada a um mito ou uma lenda, como A fuga louca de Ulisses, a Nave de Enéas e A maldição do Flying Dutchman. No site dele, tem todas elas separadas por temas e com seus respectivos nomes.

flying-7

flying-1

Ao olhar para esses lindos navios é quase impossível não lembrar das máquinas voadoras do Leonardo da Vinci. Inclusive, algumas delas são dedicadas a Leonardo. Nesse vídeo, Luigi conta um pouco sobre sua história e podemos ver os navios funcionando! É um trabalho lindo, gente. É minucioso, habilidoso e extremamente criativo. De babar mesmo.

Obs: Esse é um dos posts mais lindos do blog!

Fontes:  This is Colossal / Blinking city

Festa de família!

Trabalho, problemas na conexão e preparativos para uma festinha me deixaram longe do blog esses dias. Mas cá estou eu para fazer um update do que rolou ontem. No caso, rolou uma festinha de família.

Como contei há um tempo, vim morar com meu namorado no final de agosto. Mas só nesse mês conseguimos organizar um encontro das famílias no nosso (pequeno) lar. E o que você faz durante uma festinha na sua casa? Fica no quarto tirando fotos com a irmã \o/ Hahaha, sim, foi isso que eu fiz (só uma parte do tempo, claro). Como a Lívia posta mil fotos minhas e tal, resolvi retribuir o s2.

Se vocês ainda não conheciam, essa é minha irmã artistaruivatecladistamarombasardenta.

Festa de família - nov/13.6

Festa de família - nov/13.5

Festa de família - nov/13.4

Festa de família - nov/13.3

Festa de família - nov/13.2

Festa de família - nov/13.1

Ela também tem um blog, se vocês quiser ver os trabalhos que ela faz! : )

Para terminar, deixo a dica de um filme de festa de família bem diferente (embora acredito que seja bem parecido de certa forma com a maioria das festas), chamado Festen (Festa de Família, hoho). Ele é de 1998 e foi dirigido por Thomas Vintenberg. É conhecido como o primeiro filme do Dogma 95. É bem pesado, viu gente. Essa minha sessão de fotos aí certamente não rolaria no filme, haha.

As fotografias de Lewis Carroll

Buenas, chicos! Finalmente essa semana chegou ao fim… Amanhã to indo pro Rio! Vou tirar 4 dias de férias \o/ Não sei como vai ser a conexão lá. De repente rola de postar alguma coisa. Mas, como sempre, gosto de atualizar o blog antes de viajar.

Eu estava segurando esse post porque não queria ser muito repetitiva, massss… as coisas que a gente gosta são as coisas que a gente gosta, né? Então vamos lá.

Já tem um tempinho que fiz um post sobre sobre Alice no País das Maravilhas. Eu queria ter falado sobre várias outras coisas relacionadas ao Lewis Carroll naquele dia, mas não quis que o post ficasse muito grande. Então, decidi falar hoje de um dos tópicos que deixei de fora.

Apesar dos livros serem uma viagem total, Alice existiu de fato. Para começar, Lewis Carroll não é um nome verdadeiro. É um pseudônimo usado pelo Reverendo Charles Lutwidge Dodgson. Um gênio, matemático, romancista, criador de jogos de lógica, que descobriu, um dia, a fotografia.

Olha, não vou entrar aqui naquele assunto polêmico do interesse dele exagerado por crianças, mais especificamente, por menininhas. Eu nem tava lá pra saber o que rolou de fato, então… Mas ele tinha, sim, interesse nas meninas. Ele inclusive gostava de desenhá-las nuas, com a autorização dos pais sempre (?). Enfim.

Rev. Dodgson adorava também fotografar suas amiguinhas. E uma delas, que acabou se tornando a amiga mais especial, foi Alice Liddell. Ela era filha de Henry George Liddell, reitor da Christ Church College (hoje, Universidade de Oxford), onde Carroll ensinava matemática. Por algum motivo ainda obscuro, Carroll se tornou muito amigo de Alice e de suas irmãs Elsie e Lorina (acho que eram mais velhas) e costumava passear com elas e com a família do reitor.

A história de Alice no País das Maravilhas surgiu exatamente em um desses passeios. Alice pediu pra que ele inventasse alguma história para elas e Carroll começou a narrar alguma coisa sobre um coelho que entrava em um buraco. Alice gostou tanto que pediu que ele escrevesse pra ela. Foi o que ele fez e assim nasceu o livro. Obrigada, Alice, por esse pedido, hahaha! A história está simplificada, né gente, mas não dá pra contar todos os detalhes aqui. Leiam a biografia dele!

Nesses passeios – e em outras ocasiões -, Carroll tirou váarias fotografias das meninas. Essas primeiras são da Alice.

alice_in_wonderland_03

DP209284

alice_in_wonderland_02

Essas abaixo são fotos da Alice com suas irmãs. Não sei dizer quem é a Elsie e quem é Lorina… Naquela época, a fotografia ainda estava nos seus primórdios. Pelo que eu lembro da biografia, ele começou a tirar fotos com chapa de vidro, mas chegou a usar negativos também.

NPG P991(9); Edith Mary Liddell; Ina Liddell; Alice Liddell by Lewis Carroll (Charles Lutwidge Dodgson)

DP296247

A foto polêmica de Alice e Carroll…

Lewis Carroll Kissing Alice

E algumas outras fotos de pessoas aleatórias… Afinal, a vida dele não foi só Alice Liddell.

louisa_4_children_w_lewis_carroll_1862

LCphoto1011

LCphoto1311_thumb

As fotos são muito bonitas. Aquela em que Alice está de perfil é minha preferida. Ele era, de fato, um bom fotógrafo, além de tudo. Só de curiosidade trouxe uma foto da Alice – óbvio que não é de Carroll – mais velha pra quem ainda não tinha visto. Ela morreu em 1934, aos 82 anos.

alice_in_wonderland_07

Tudo o que eu contei sobre Alice e Carroll eu tirei da bibliografia sobre ele, que eu cheguei a comentar no outro post. Algumas das fotos acima são do Metropolitan Museum e outras do google mesmo. Se vocês gostaram, é só dar uma futicada lá porque tem muuuitas outras. Vale a pena ver!

Até breve!

Sessão fotográfica: David Bowie

Chicos e chicas, amanhã estou partindo pra Goiânia! Vou apresentar um trabalho por lá. Volto na quinta, mas minha vida vai estar tão louca que nem sei quando vou poder postar de novo :´(

Por isso, resolvi passar rapidinho por aqui pra mostrar mais esse trabalho da minha irmã! Essa sessão é de julho do ano passado e todos os créditos vão pra ela, maquiagem, cabelo e fotos. Para quem não conhece, a sessão foi inspirada na capa do álbum Aladdin Sane do David Bowie. Não é meu álbum favorito dele, mas a capa é uma das melhores.

1

5

Eu sei, é bem clichê fazer essa sessão, haha. Masss, como fã eu não ia recusar, né? Eu achei que seria super trabalhoso e que seria péssimo pra tirar a pintura depois, mas foi bem tranquilo. Para os curiosos, o raio foi feito com delineador, sombra azul e batom nesse tom meio laranja, meio rosa. Lívia, você bem podia ensinar como fazer lá no blog, hein. Tem algumas dicas de como fazer para os riscos ficarem bem certinhos, como fazer o desenho com fita adesiva, mas seria melhor explicar com fotos.

2

4

3

E para finalizar, a participação especial do meu gato, que está presente em TODAS as sessões e em praticamente toda e qualquer atividade que a gente faz dentro de casa, hahaha!

É isso, gente! Visitem o flickr da Lívia para ver outros trabalhos dela ; ) Até breve!

Sessão fotográfica: Pin-up

Geeeente, mudar é bom, mas dá um trabalhão, né? Essa semana foi uma correria louca. Na verdade, vai continuar sendo porque tenho mil coisas pra fazer até segunda, haha! Aí resolvi passar rapidinho aqui hoje pra mostrar o trabalho da minha irmã. Ela andou divulgando o blog por aí e queria retribuir a gentileza!

A Lívia é dessas pessoas que dá raiva, sabe, ela desenha, tira fotos, faz esculturinhas de biscuit, cozinha bem, hahaha! Enfim, eu sempre sirvo de cobaia pras sessões fotográficas que ela inventa, já to até acostumada com a atividade de modelete, haha!

Mas vamos lá. Essa sessão foi inspirada no estilo pin-up e é meio velhinha, de 2011.

sadsds

sdsad

asas

419885_3078140871332_1682469717_n

417280_3078140511323_1396620851_n

Essas são apenas algumas fotos. Você pode ver as outras e também em melhor qualidade, além de conhecer os outros trabalhos da Lívia, no Flickr dela. Ela também tem um site/blog, o liviacaniato.com.br.

Como falei, o post vai ser bem rapidinho, vou tentar programar umas coisas mais legais pra semana! Au revoir! ; )