Uma xícara de chá, por favor: Chá do Ceilão

Continuando a série sobre chás (veja os outros posts aqui), hoje vou falar pra vocês sobre meu segundo favorito do momento: o chá do Ceilão.

Sempre que vou ao supermercado paro na sessão de chás pra ver se tem algo novo. Há algum tempo, talvez uns dois meses, fui ao Carrefour – não costumo ir muito – e encontrei algumas coisas diferentes. Eles tem uma marca de chás própria. Alguns tipos são fabricados aqui no Brasil e outros são importados, como foi o caso desse chá do Ceilão. Logo quis experimentar! Comprei também um outro saborizado com caramelo, mas não gostei e vai ficar pra outro post.

Essa caixa custou por volta de 7 ou 8 reais, mas contém 25 sachês, então compensa demais em comparação a outros, como Twinings por exemplo, que custa a mesma coisa e vem apenas com 10 sachês. Eles são produzidos na França e feitos com 100% de chá preto do Ceilão.

chá do ceilão (2)

chá do ceilão (3)

chá do ceilão (1)

O que é o chá do Ceilão?

Ele é nada mais nada menos do que um tipo de chá preto. Assim como os outros (chá verde, chá branco, oolong) ele é produzido a partir da planta camellia sinensis e é o mais cafeinado de todos eles.

A diferença do chá do Ceilão são as condições climáticas nas quais eles são cultivados. Ceilão é um outro nome como o Sri Lanka é conhecido. A ilha é montanhosa, com um clima quente e variadas altitudes. As áreas de cultivo vão de 600 até 1200 metros acima do nível do mar e a altitude influencia no sabor, no aroma e na coloração do chá. Esse do Carrefour vem das plantações de Nuwara Eliya, que é considerada a melhor região para o cultivo na ilha.

 photo 1024px-Sri_Lanka_Teeplantage_zps1d436404.jpg

 photo 197636_zpsc5c623bf.jpg

Por conta disso, os chás do Sri Lanka são considerados como alguns dos melhores do mundo. A paisagem da região é simplesmente maravilhosa. As folhas são colhidas por mulheres tâmiles – um grupo étnico nativo do Sri Lanka – que pontuam as montanhas de chás com seus sáris coloridos. E isso tudo acabou virando atração turística e hoje é possível fazer vários passeios pela região.

Vale ressaltar que muitas marcas famosas de chá, como a própria Ahmad que comentei no post anterior, importam as folhas de chá do Sri Lanka, passem a reparar nas embalagens que vocês tem em casa. O que acontece é que nem sempre ele vem puro, tanto porque fazem outras receitas, tanto pra baratear o chás, embora aqui no Brasil essa questão do preço talvez não mude muito, já que tudo é importado pra gente.

Enfim, só avisando de novo que não sou especialista no assunto. Ainda estou lendo sobre o plantio e colheita das folhas de chá, como isso pode mudar o sabor de cada um e espero poder escrever detalhes sobre isso mais pra frente.

chá do ceilão (4)

chá do ceilão (5)

O veredito final: A diferença no sabor pra mim foi notável na primeira golada. Não tem nada a ver com o chá preto do Chá Leão que é o que eu estava acostumada a tomar.

Sou péssima pra descrever sabores, gente, mas o que me fez gostar tanto desse é que ele parece mais leve que os outros. Não é sem gosto, muito pelo contrário, tem o sabor característico de chá preto puro, mas parece mais refinado, acho que essa palavra é que a melhor descreve. Depois que experimentei esse, passei a achar o Chá Leão meio amargo e pesado. Não sei se pela foto dá pra notar, mas ele também tem uma coloração mais avermelhada, enquanto outros chás pretos parecem ser mais marrons.

Enfim, essas foram minhas impressões iniciais do chá do Ceilão. Tenho que tomar mais vezes e comparar com outros chás pretos pra poder descrever com mais detalhes as características. Ainda não experimentei com leite, deve ficar bom também. Mas sem dúvidas é muito diferente, muito gostoso e com certeza compraria novamente. Como ele é do Carrefour, acredito que consigam encontrar na cidade de vocês também.

E os apreciadores de chás de plantão, já conhecem esse? Alguns de vocês comentaram sobre chá do Ceilão no outro post! Tem dicas, sugestões?

Bom final de semana pra todo mundo!