Aqueles projetos…

Projeto? Desafio? Empreitada? Coisas que eu decidi fazer? Não sei qual o melhor termo, só sei que no ano passado usei meta e descobri que não gosto dessa palavra.

Pois é, mas e aí que essas metas do ano passado… já sabem, né? Assisti a 6 dos 12 filmes da lista. Acho que com exceção de Os Pássaros e Upstream Color (a decepção da lista, inclusive), falei sobre eles nos Filmes da semana. Mas que se dane que não consegui cumprir tudo, a vida é assim. E já estou pronta pra fazer uma nova lista, por que não? Adoro listas e adoro um desafio inofensivo. Só que dessa vez vai ser um pouco diferente porque resolvi incluir meus projetos de leitura.

 photo projetos2016 2_zpstygiy3jb.jpg

Projeto esse que deveria se chamar Calhamaços porque, olha, é só o que tem. Vou acabar lendo outros livros menores no meio do caminho (quero muito ler Sylvia Plath e Virginia Woolf também!), mas eu ficaria muito feliz se conseguisse ler todos esses três. Seis, na verdade, porque essa edição de Os Miseráveis tem dois volumes e o do Murakami é uma triologia.

Não acho que vai ser assim tão difícil. Estou pronta pra encarar qualquer livro gigantesco agora depois de acabar Graça Infinita.

 photo projetos2016 1_zpsaghpoj0i.jpg

Já com a lista de filmes, resolvi ser um pouco mais objetiva. Todos esses tem meio que uma razão para estarem aí.

Na lista de diretores admirados por mim, estão Sofia Coppola e Wes Anderson e gostaria muito de conseguir assistir a toda a filmografia deles, o que é bem possível de ser realizado. Da Sofia Coppola, acho que já vi tudo, mas Maria Antonieta faz bastante tempo e queria reassistir pra depois poder fazer um super especial por aqui. Sobre o Wes Anderson, Bottle Rocket e O Fantástico Sr. Raposo estão na minha lista há tempos e só faltam os dois pra eu completar a filmografia dele. Foco!

Vocês também já devem saber que gosto bastante do Godard, mas ainda não vi o último filme dele (infelizmente… queria poder ter assistido em 3D) e resolvi incluí-lo na lista. Godard acabou ficando muito conhecido porque foi um dos diretores mais importantes da Nouvelle Vague, um movimento cinematográfico importante que surgiu na França, na década de 60. Dessa época, só assisti a filmes dele e do François Truffaut, mas nunca vi nada de nenhum dos outros diretores. Como curto muito essa parte da história do cinema, queria conhecer outros trabalhos e resolvi começar pelo A Colecionadora, do Eric Rohmer, que também é um filme bem conhecido desse movimento.

E por último – desse texto porque escrevi fora da ordem da lista, desculpem – incluí Anjos Caídos, que é um dos filmes que compõe mais ou menos uma triologia do diretor Wong Kar Wai. Falei sobre os outros dois filmes no post das alegrias de 2015.

Ficou bem modesta minha listinha, não ficou? E vocês, o que estão planejando ler/ver esse ano?

Anúncios