MashUp: Bonecas fofas e assustadoras

Quando eu e minha irmã éramos crianças, brincávamos 90% do tempo com bonecas. Era brincar de casinha, de escola, de fazer roupinhas. Era boneca grande, miniatura, de papel… enfim, era o que a gente gostava.

O mais engraçado é que a gente gostava das mais velhas e feias. Eu, por exemplo, tinha o Xuxu – sim, era um menino! – e eu nem sei por quantos anos brinquei com ele. Infelizmente, ele não teve um final feliz, como vocês podem ver. O Xuxu é esse que nem abre os olhos. A maquiada era da Lívia, haha!

Cópia de DSCN4203_resize

Por mais que a gente gostasse de brincar, de noite sempre rolavam umas coisas estranhas porque as bonecas ficavam guardadas perto da gente. Eu morria de medo delas a noite. Cismava que alguma estava mexendo. Tinham algumas bonecas que ficavam em cima do guarda-roupa e a Lívia jurava que os olhos delas ficavam vermelhos, hahaha!

Não dá pra negar que bonecas são meio assustadoras, né? Esse sorriso e esses olhos arregalados não enganam ninguém! Por isso tive a ideia de fazer esse mash up. Tem dois curtas bem legais que se passam em ambientes parecidos e que tem as bonecas como personagens e achei que tinha tudo a ver junta-los!

O primeiro é o Alma, dirigido pelo espanhol Rodrigo Blass. O curta é de 2010 e o site oficial deles é muito bonito, vale a pena ver.  Descobri esse curta meio por acaso no Vimeo e gostei de primeira. Como vocês já devem ter percebido, não gosto muito de falar dos filmes antes de alguém ter assistido, então… Vou continuar mantendo essa posição, haha!

O segundo é o Lâmpada (Lampa, no original), dirigido em 1959 pelo Roman Polanski. Eu gosto muito dos filmes dele, o último que assisti foi O Inquilino e recomendo muito! Mas meus favoritos são Chinatown e O Bebê de Rosemary. Se você nunca assistiu nenhum, tá na hora, haha!

Esteticamente e tematicamente são bem diferentes, mas achei que tem algo aí que liga os dois, haha!

O que vocês acharam? (:

Atualmente, não temos mais bonecas no nosso quarto, só umas bonequinhas japonesas de madeira e umas matrioshkas. Mas conheço bastante gente que faz coleções de bonecas até hoje – inclusive umas delas é minha avó! Enfim, hoje em dia temos medo de outras coisas, haha!

Espero que tenham gostado das dicas!

Au revoir!