Uma xícara de chá, por favor: Jasmim

jasmine (8)

O post de hoje é sobre o chá mais cheiroso que eu tenho em casa (e que veio em uma das latas mais bonitas também). E não estou exagerando. Lendo sobre o chá de jasmim esses dias, descobri que ele é realmente usado mais por causa do seu aroma.

O chá de jasmim é feito, na verdade, das flores do jasmim misturadas com outro chá “base” que geralmente é o chá verde. Mas é possível, e inclusive recomendado por causa dos benefícios, misturar o jasmim com qualquer outro chá. E pode ser sem mistério, pegando a flor inteira da planta e colocando na sua chaleira/xícara. O que é uma ótima ideia de decoração também. Além de cheirosa, as florzinhas são bem bonitas.

jasmine (2)

jasmine (1)

Como nada é simples nesse mundo, existem diferentes espécies de jasmim, mas as mais comuns utilizadas nas infusões são a Jasminum officinale, que é cultivada aqui no Brasil, e a Osmathus fragrans, que são naturais da China e do Japão.

Se você for procurar pelos benefícios do jasmim na internet, vai encontrar muitos, mas vou ficar com o Francis Rohmer, que escreveu O Livro do Chá. Ele diz que o jasmim é bom, principalmente pra acalmar o estômago, aliviando dores e ajudando no processo digestivo. O que me faz pensar que ele é meio calmante de forma geral. Então, é provavelmente uma boa opção de chá para os momentos de tensão da vida, em que a gente fica se remoendo por dentro, com dor em tudo quanto é lugar, achando que vai morrer. Não fique assim, tome um chá de jasmim (e depois me conta se ajudou haha).

jasmine (10)

jasmine (8)

Essa latinha das fotos, comprei em SP no ano passado. Ela é da China e por isso eu quis experimentar. Posso garantir que esse aí rende bastante, porque bebo com frequência e não acaba nunca. Antes disso, eu já tinha terminado com outra latinha pequena (vou mostrar outro dia), mas o chá não era tão gostoso e cheiroso quando esse daí. Fica minha recomendação! Já vi em outras lojas, inclusive aqui em JF, acho que é fácil de encontrar. Essa marca vende o mesmo chá em sachês (o Ferds me mandou alguns! <3), então se você não tem infusor ou se tem preguiça desse método, não tem problema.

Vamos começar a semana bem calminhos, na paz, com um chá cheiroso? Vamos. Então tá, boa segunda!

Anúncios

Ho, ho, ho!

Amigos desse blog, não vou mentir pra vocês, tem muitas coisas acontecendo e digamos que esse não esteja sendo um final de ano muito bom. Masss, eu não esqueço dos meus leitores e é claro que eu resolvi fazer uma surpresinha pra vocês!

Há um tempo atrás, fiz uma compra na loja Sênsis, que vende chás e especiarias, e até comentei com vocês nesse post. Eu gostei bastante do serviço – tudo vem super bem embalado e com uma cartinha simpática junto! -, dos preços dos produtos e já estava me preparando pra fazer outra compra.

E então, como esse tema dos chás me surpreendeu e faz bastante sucesso por aqui, o Denilson e a Ana Paula, que são os donos da Sênsis, toparam fazer uma parceria para presentar algum leitor sortudo nesse Natal! E olhem o que eles preparam pra vocês!

 photo sorteiodenatal2_zps4a10ba66.jpg

 photo sorteiodenatal1_zpsf5c26276.jpg

 photo sorteiodenatal_zps2b417076.jpg

 photo sorteiodenatal3_zps8d7ce682.jpg

Já deu pra perceber que tem coisa boa dentro dessa caixa, né? Claro que vou fazer um mistério, se não perde a graça, haha! Mas vamos ser sinceros, esses segundos que duram entre o momento que recebemos um presente até a hora que descobrimos o que é são divertidos e criam uma expectativa boa, né?

Então, para participar, basta preencher o formulário abaixo e dar seu palpite sobre o que o pessoal da Sênsis resolveu colocar dentro da caixa!

Mas óh, tudo que eles escolheram tem no site da loja, então não deixem de passar lá. Se vocês gostam de chás, canecas, produtos naturais e coisas gostosas, certamente vão encontrar algo interessante! Eles foram muito gentis e também me enviaram algumas amostras de chás e em breve falo deles pra vocês. Obrigada, novamente, Denilson e Ana Paula!

O resultado será divulgado aqui no blog na segunda, dia 15/12. Caso o ganhador não entre em contato depois de uma semana, sortearei novamente, ok?

Boa sorte! ;)

Uma xícara de chá, por favor: bolo de Earl Grey

Sim, amigos, eu prometi e cumpri! Na verdade, mais pra mim do que pra vocês, haha! Sou meio fail da cozinha e acabo esquecendo das receitas que eu quero testar. Mas na semana passada resolvi tirar do papel o bolo de Earl Grey que eu estava querendo fazer há meses!

_MG_8464

A receita não é exclusiva minha, ela já existe há muito tempo. O que eu fiz foi pesquisar várias para comparar as medidas e modos de preparo. Ainda não tenho um feeling pra cozinha e gosto de ter uma receita guia.

Enfim, receitas de bolos são todas iguais e ao mesmo tempo todas diferentes. As medidas dos ingredientes variam, mas, no final das contas, fiz um mix de algumas e essa é a minha versão de bolo de Earl Grey!

Você vai precisar de:

  • 3 xícaras de farinha de trigo
  • 1 1/2 xícara de açúcar
  • 1 colher de sopa de fermento
  • 4 colheres de sopa de manteiga
  • 3 ovos
  • 3 colheres de sobremesa de Earl Grey (+- o referente à 3 sachês de chá)
  • 1 1/2 xícara de leite

Modo de preparo:

  • Coloque todo o leite e as folhas de Earl Grey em um recipiente e leve ao fogo até ferver, como se fosse fazer chá normalmente. Deixe ferver por apenas alguns segundos e desligue o fogo. É importante fazer essa etapa pelo menos uns 20 minutos antes de começar a massa do bolo, pois o leite precisa esfriar e ficar em temperatura ambiente. Nesse meio tempo, não precisa coar. Quanto mais as folhas ficarem no leite, mais forte o gosto do chá. Reserve.
  • Separe gemas e claras. Bata as claras em neve e reserve.
  • Na batedeira – ou na mão, para quem aguenta – misture a manteiga, o açúcar e as gemas até tudo ficar bem cremoso.
  • Depois, vá acrescentando alternadamente a farinha e o leite (já coado). Quando estiverem bem misturados, coloque o fermento e aproximadamente uma colher de sobremesa das folhas de earl grey que estavam no leite.
  • Tire a massa da batedeira e acrescente as claras em neve delicadamente misturando à mão (isso contribui para a fofura do bolo!)
  • Finalmente, coloque a mistura numa forma untada e leve ao forno por aproximadamente 30 minutos. Esse tempo pode variar de fogão pra fogão, mas é só fazer aquele teste do palitinho.

_MG_8463

_MG_8470

Quem é experiente na cozinha deve ter notado que a receita é bem tranquila. É um bolo simples em que o leite é saborizado com o earl grey. Então se você tem sua própria receita de bolo simples, é só acrescentar as folhas do chá no leite que ele vira bolo de earl grey e fica tudo certo!

Mas enfim, com essa receita aí garanto que vai ficar bom! O cheiro de earl grey durante a preparação e depois que o bolo está pronto é maravilhoso e o gosto ficou super delicado. Como comentei no outro post, o earl grey tem um sabor meio cítrico e ao mesmo tempo um pouco doce por causa da bergamota, mas o bolo não ficou com gosto exagerado ou enjoativo. Ficou bem suave.

A massa ficou com um tom dourado muito bonito e esses pontinhos escuros são as folhas do chá. Ela ficou tãaao fofinha que o Dudu achou que eu devia fazer um gif para mostrar, haha!

 photo MVI_3974_zpszxsgar1l.gif

Veredito final: Nível da receita: muito fácil. Quantas estrelinhas merece: todas! Adorei demais e vou fazer de novo, com certeza. Da próxima vez quero testar fazer também uma calda de earl grey pra jogar no meio do bolo!

É isso, minha gente! Não deixando queimar, é só alegria! Se alguém resolver se aventurar e testar a receita, me contem! Mandem fotos, marquem com #umacadeiraporfavor! Qualquer dúvida, é só perguntar.

Espero que tenham gostado! <3

Personaliteas!

 photo il_fullxfull358852159_trs6_zps2baad7e9.jpgQuanto amor numa ilustração só! Olha o Olly Oolong e Camilla Camomile, que fofinhos! E o Earl Grey, um verdadeiro lorde inglês! Estou encantada, vocês devem imaginar, né? Foi uma ideia genial transformar os sabores de chás em personagens. Ficaram todos tão simpáticos!

Essa coisa linda foi feita pela ilustradora Moira Millman. Tem outros trabalhos dela na lojinha no Etsy e no site pessoal.

Ah, e por falar em chás, ontem testei a receita do bolo de Earl Grey e ficou muito gosto. Vou colocar a receita aqui no blog em breve!

Boa sexta, gente!

Uma xícara de chá, por favor: Chá do Ceilão

Continuando a série sobre chás (veja os outros posts aqui), hoje vou falar pra vocês sobre meu segundo favorito do momento: o chá do Ceilão.

Sempre que vou ao supermercado paro na sessão de chás pra ver se tem algo novo. Há algum tempo, talvez uns dois meses, fui ao Carrefour – não costumo ir muito – e encontrei algumas coisas diferentes. Eles tem uma marca de chás própria. Alguns tipos são fabricados aqui no Brasil e outros são importados, como foi o caso desse chá do Ceilão. Logo quis experimentar! Comprei também um outro saborizado com caramelo, mas não gostei e vai ficar pra outro post.

Essa caixa custou por volta de 7 ou 8 reais, mas contém 25 sachês, então compensa demais em comparação a outros, como Twinings por exemplo, que custa a mesma coisa e vem apenas com 10 sachês. Eles são produzidos na França e feitos com 100% de chá preto do Ceilão.

chá do ceilão (2)

chá do ceilão (3)

chá do ceilão (1)

O que é o chá do Ceilão?

Ele é nada mais nada menos do que um tipo de chá preto. Assim como os outros (chá verde, chá branco, oolong) ele é produzido a partir da planta camellia sinensis e é o mais cafeinado de todos eles.

A diferença do chá do Ceilão são as condições climáticas nas quais eles são cultivados. Ceilão é um outro nome como o Sri Lanka é conhecido. A ilha é montanhosa, com um clima quente e variadas altitudes. As áreas de cultivo vão de 600 até 1200 metros acima do nível do mar e a altitude influencia no sabor, no aroma e na coloração do chá. Esse do Carrefour vem das plantações de Nuwara Eliya, que é considerada a melhor região para o cultivo na ilha.

 photo 1024px-Sri_Lanka_Teeplantage_zps1d436404.jpg

 photo 197636_zpsc5c623bf.jpg

Por conta disso, os chás do Sri Lanka são considerados como alguns dos melhores do mundo. A paisagem da região é simplesmente maravilhosa. As folhas são colhidas por mulheres tâmiles – um grupo étnico nativo do Sri Lanka – que pontuam as montanhas de chás com seus sáris coloridos. E isso tudo acabou virando atração turística e hoje é possível fazer vários passeios pela região.

Vale ressaltar que muitas marcas famosas de chá, como a própria Ahmad que comentei no post anterior, importam as folhas de chá do Sri Lanka, passem a reparar nas embalagens que vocês tem em casa. O que acontece é que nem sempre ele vem puro, tanto porque fazem outras receitas, tanto pra baratear o chás, embora aqui no Brasil essa questão do preço talvez não mude muito, já que tudo é importado pra gente.

Enfim, só avisando de novo que não sou especialista no assunto. Ainda estou lendo sobre o plantio e colheita das folhas de chá, como isso pode mudar o sabor de cada um e espero poder escrever detalhes sobre isso mais pra frente.

chá do ceilão (4)

chá do ceilão (5)

O veredito final: A diferença no sabor pra mim foi notável na primeira golada. Não tem nada a ver com o chá preto do Chá Leão que é o que eu estava acostumada a tomar.

Sou péssima pra descrever sabores, gente, mas o que me fez gostar tanto desse é que ele parece mais leve que os outros. Não é sem gosto, muito pelo contrário, tem o sabor característico de chá preto puro, mas parece mais refinado, acho que essa palavra é que a melhor descreve. Depois que experimentei esse, passei a achar o Chá Leão meio amargo e pesado. Não sei se pela foto dá pra notar, mas ele também tem uma coloração mais avermelhada, enquanto outros chás pretos parecem ser mais marrons.

Enfim, essas foram minhas impressões iniciais do chá do Ceilão. Tenho que tomar mais vezes e comparar com outros chás pretos pra poder descrever com mais detalhes as características. Ainda não experimentei com leite, deve ficar bom também. Mas sem dúvidas é muito diferente, muito gostoso e com certeza compraria novamente. Como ele é do Carrefour, acredito que consigam encontrar na cidade de vocês também.

E os apreciadores de chás de plantão, já conhecem esse? Alguns de vocês comentaram sobre chá do Ceilão no outro post! Tem dicas, sugestões?

Bom final de semana pra todo mundo!

Uma xícada de chá, por favor: Earl Grey

Continuando a série sobre chás – clique aqui se você não viu o primeiro post – hoje vou falar um pouco sobre um dos meus preferidos do momento. É importante frisar que são os do momento porque isso pode mudar, claro. Eles terminam, compro outros, experimento diferentes marcas e essa lista vai sendo atualizada.

Quem ocupa o topo da lista dos preferidos é o Earl Grey da Ahmad.

ahmad tea (4)

Como contei, quando comecei a dar uma chance para os chás durante o intercâmbio na Argentina, earl grey (de alguma marca argentina que não me lembro) se tornou um dos meus favoritos. Eu nunca poderia imaginar que um chá poderia ter um cheirinho tão bom e gosto tão adocicado como ele.

Quando voltei para o Brasil foi decepção, claro. Não encontrava earl grey de jeito nenhum na minha cidade. E então, eis que o Dudu teve a belíssima ideia de procurar na internet e me deu de presente de aniversário (em 2011, acho), essa lata da Ahmad que hoje virou porta lápis. Ela acabou por acabar e Dudu me presenteou com outra, dessa vez na versão da caixinha mesmo.

ahmad tea (2)

O que é o Earl Grey? É nada mais nada menos do que chá preto aromatizado com óleo essencial de bergamota, que é retirado da casca da fruta. A bergamota parece uma laranja, na verdade, então o chá tem tanto cheiro como gosto meio citrus. Ele pode ser tomado puro ou com leite.

A história dessa mistura é meio longa e tem várias versões (se você se interessar, aconselho dar uma lida na wikipedia), mas hoje ela é produzida por diferentes marcas, com chá preto provenientes de diferentes regiões. Alguns ingredientes são acrescentados à mistura, dando origem à algumas variações como Lady Grey e London Fog – nunca experimentei esses.

Além do chá, a gente encontra por aí muitas outras receitas utilizando o earl grey, como biscoitinhos e bolos. Pretendo experimentar alguma. Se der certo, posto aqui pra vocês!

ahmad tea (5)

Sobre Ahmad Tea: Essa é uma empresa inglesa, considerada uma das melhores do mundo e, consequentemente, concorrentes de marcas como Twinings e New English Teas. O engraçado é que não consegui encontrar informações, mesmo no site deles, de quando começou a fabricação de chás. Mas, pelo que consegui entender, era um negócio familiar, de pessoas que apreciavam a arte de beber chás, lá pelos 1800 e alguma coisa. Em 1986, foi aberto o escritório da Ahmad na Inglaterra, que foi quando a produção e exportação se iniciou de fato.

Hoje, os chás são fabricados no Sri Lanka e distribuídos pela Inglaterra. O site deles é de arrancar os cabelos, gente. Tem muitas opções, diferentes receitas e embalagens maravilhosas.

ahmad tea (6)

ahmad tea (1)

O veredito final: Sendo bem sincera, o único motivo pelo qual eu tomo o earl grey da Ahmad é porque ganhei uma lata seguida da outra. O da marca argentina que não me lembro mais o nome era tão bom quanto esse e eu gostaria muito de poder encontrar alguma versão brasileira que fosse mais acessível. Sei que Twinings e afins fabricam, mas o preço continua bem salgadinho.

Sobre isso, uma vantagem da Ahmad perto dessas outras que podemos encontrar no Brasil é que o custo benefício me parece melhor. Uma caixa de 100g da Ahmad custa em torno de 40 reais na internet. Aqui na minha cidade consigo encontrar, por exemplo, o earl grey da Twinings em sachês (20g) por 8, 9 reais.

Fazendo a conta, nos finalmentes o preço sai bem parecido. Só que os sachês da Twinings acabam que não são completamente aproveitados. Usar um sachê deles pra uma xícara, na minha opinião, é um desperdício total. Eles rendem pelo menos duas, mas mesmo assim é bastante pra mim que bebo sozinha. Sei que eles poderiam render mais. Não gosto de desperdiçar, gente!

Já o da Ahmad eu posso dosar. E notei que não preciso colocar muito chá para fazer uma xícara porque rende bastante, não fica fraco. Então, ele dura bem mais aqui em casa. Eu nem me lembro quando foi que ganhei essa segunda caixa, já faz um tempinho e eu bebo e bebo e nunca parece diminuir a quantidade.

Onde encontrar? Bom, depende de onde você mora. Aqui em Juiz de Fora nunca vi o Ahmad pra vender no supermercado. Meu namorado disse que já viu no Pão de Açúcar, no Rio, mas ele comprou a lata no site das Lojas Americanas.

Eu, recentemente, fiz uma compra nesse site chamado Sênsi – chás e especiarias (isso não é um publipost!). Lá tem o earl grey e eles tem preços bons, parecidos com o que vemos por aí. Tudo chegou direitinho e bem rápido, então fica a dica pra vocês.

***

E pra finalizar, queria dizer que não sou super conhecedora de chás, viu? Ainda estou estudando e aprendendo, então se alguma informação que eu dei aqui não está certa ou se vocês sabem mais sobre earl grey ou Ahmad ou qualquer outra marca, vou ficar feliz se me contarem!

Espero que estejam curtindo essa série aqui no blog!

Uma xícara de chá, por favor (ou aloka dos chás)!

Essa é, oficialmente, a semana dos chás aqui no blog! E também oficialmente estou inaugurando essa nova coluna em que vou falar sobre uma das coisas que eu mais gosto nesse mundo!

Tem exatamente 4 anos que eu comecei a tomar chá. Eu era dessas que falava que não gostava, mas que nunca tinha provado. Olha que bobinha eu era. Até que quando fui pra Argentina, acho que influenciada pelo namorado que não tinha nada contra chás e também por causa da necessidade de nos mantermos aquecidos, entramos na onda de comprar chás. Camomila com mel era quase obrigação antes de dormir!

Fora que fui super receptiva com o costume de tomar mate que eles tem por lá, então acabei me acostumando e gostando.

meus chás 7

Enquanto estávamos lá, fizemos amizade com a Laura, uma intercambista da Alemanha. Sempre que ela ia no nosso apartamento pra bater papo e comer algo, ela tomava chá preto com leite. Eu nunca tinha imaginado essa mistura e acabei amando! Em uma dessas visitas, ela recomendou que eu comprasse o English Breakfast porque ficava ainda melhor. E estava totalmente certa.

E foi assim que começou essa história de amor que hoje se tornou obsessão, haha! Mentira, gente, não é pra tanto. Eu só queria muito poder provar todos os sabores de chás, então quando encontro um que não conheço, quero comprar! E é assim que estou ficando sem espaço no meu armário pra guardar todos eles – mostrei nessa foto no instagram.

meus chás 2

meus chás 1

meus chás 3

Enfim, como sei que muitos de vocês também gostam, resolvi começar essa série sobre chás aqui no blog.

Nessas fotos estão todos os chás que tenho em casa hoje. Eu gosto bastante de experimentar sabores e misturas diferentes, mas aqui nunca pode faltar camomila, mate e chá preto basicão. Um pra relaxar, um pra acordar e outro pra tomar com leite, haha!

Também não tenho preconceito e nem preferências de marcas, até porque aqui em JF sinto que o mercado de chás não é tão grande. Compro mais pela exoticidade do sabor e por causa da embalagem. Sim, também sou aloka das latinhas, fazer o que. Mas por exemplo, a camomila do Chá Leão é tão boa quanto a do Twinings. Nesse caso, é o bolso que manda. Fora que ainda podemos comprar a granel, o que abre ainda mais possibilidades.

Hoje não vou me aprofundar na conversa, mas pretendo fazer posts mais específicos sobre meus chás preferidos, os mais exóticos, os superestimados e os mais sem graça.

Também estou me interessando por pesquisar a procedência das ervas, de onde vem os melhores chás, receitas de outros países, outras que eu criei, etc e aos poucos vou dividindo isso tudo com vocês por aqui!

meus chás 4

meus chás 5

Por hoje é só. Mas aceito sugestões de pautas pra essa sessão, viu?

Gostaria que essa coluna fosse mais uma conversa entre mim e vocês que também gostam dessa bebida maravilhosa. Aliás, gente, boa companhia, bom ambiente e boa conversa fazem toda a diferença na hora de comer/beber, né? Então sintam-se à vontade pra fazerem parte desse meu outro cantinho!